14 de junho de 2024
Ark Therapeutic Brasil

Como diminuir a protrusão da língua e estimular a retração

Neste texto, Debra C. Lowsky, responde a pergunta de uma fonoaudióloga sobre protrusão de língua e como estimular a retração nos seus pacientes.

Pergunta: Tenho um filho de 2 anos em meu grupo de pacientes, e compramos um kit z-vibe para ele. Ele está demonstrando aversão sensorial, babando e uma postura de boca aberta com protrusão de língua. A protrusão da língua está começando a afetar a produção dos sons da fala. Há algum exercício específico que eu possa fazer para diminuir a protrusão da língua? Muito obrigado pela sua ajuda!


Os problemas que você mencionou provavelmente estão todos conectados. Primeiro, vamos abordar a protrusão da língua. Para ajudá-lo a visualizar o que ele precisa trabalhar: mantenha a boca aberta, traga a língua para frente entre os dentes e coloque a ponta/lâmina da língua no lábio inferior. Em seguida, puxe-o de volta para a boca com a Ponteira Tongue e a parte frontal da lâmina da língua posicionada na crista alveolar (a área da gengiva logo atrás dos dentes frontais superiores). Comumente conhecido como “SPOT”, é onde a ponta da língua deve estar quando não estamos comendo, bebendo ou falando. É também onde são emitidos os sons da ponta da língua (t,n, d, s, z, l). 

Existem muitas estratégias que você pode usar para tonificar, apertar e retrair a língua para que fique no SPOT. Primeiro, estimule utilizando os canudos, pois eles vão naturalmente incentivar a motricidade oral e diminuir a protrusão da língua. Se ele ainda não bebe de canudo ou se chupa de forma fraca, o copo de canudo em formato de urso facilita a transição.

Confira aqui formas de como estimular a retração da língua

Como diminuir a protrusão da língua
Utilizando um LipBlock para auxiliar a criança a aprender a posicão correta do canudo dentro da boca

O ideal é que ele beba com um canudo usando um Bico para canudo Lip Blok (comoo utilizado na foto acima). Esses bocais ficam no topo dos canudos para desencorajar as crianças de morder o canudo para obter estabilidade (em vez de usar os músculos da boca) e de colocar o canudo muito fundo na boca. Você deve começar com o bocal mais longo (o amarelo). Então, quando ele se sentir confortável, ele progredirá para o azul e, eventualmente, para o turquesa. Essa sequência, irá lentamente ensiná-lo a colocar cada vez menos canudo na boca, para que o líquido seja depositado na frente da boca, onde é mais fácil de manusear. Além disso, quanto menos canudo estiver na boca, mais os lábios terão que ficar selados, e mais a língua terá que apertar e retrair e as bochechas terão que ficar tensas.

Com o  Z-Vibe (com ou sem vibração), você pode acariciar a parte superior da língua de trás para frente para incentivá-la a se mover para trás. O Z-Vibe também pode ajudar com problemas sensoriais e de baba. Em seguida, você terá mais informações sobre esses dois tópicos. Além disso, os assobios também são um exercício eficaz (e divertido!) de retração da língua.

A postura de boca aberta

Possivelmente, a postura de boca aberta está contribuindo tanto para a protrusão da língua quanto para a baba. Quando a boca está aberta, a língua tende a cair para frente e a saliva também. Portanto, se a criança tem congestão sinusal/problemas respiratórios regulares, isso provavelmente a força a respirar pela boca (daí a postura de boca aberta). Consulte o pediatra e otorrinolaringologista se necessário. A dentição completa provavelmente não é aplicável a uma criança de dois anos, mas, como observação para outras pessoas que estão lendo isto, tenho visto casos em que os dentes da criança a impedem de fechar os lábios. Nesse caso, consulte o dentista.

Se a postura de boca aberta for porque sua mandíbula não é forte o suficiente para se manter fechada, incentive-o a mastigar um Mordedor Y ou Grabber. Comece com a densidade padrão e depois avance para os XT (“Rigidez média”) para aumentar gradualmente a força da mandíbula. Simplesmente mastigá-los ou mordê-los ajudará a fortalecer a mandíbula, ao mesmo tempo que exercita os lábios e a língua. Então, quando ele tiver idade suficiente para seguir e entender as instruções, você pode tentar estes exercícios de força da mandíbula com ele. Você também pode conferir essas atividades motoras oraisatividades com pirulitos e exercícios com o Z-Vibe para obter mais maneiras de desenvolver o tônus ​​​​oral e a coordenação.

Aversão Sensorial e Baba

Você comentou que ele também mostra alguns sinais de aversão sensorial. Suponho que ele tenha hipossensibilidades, pois tendem em conjunto com problemas de salivação e movimento da língua. Com hipossensibilidades, há limitação ou ausência de consciência oral na boca. Então, se você não consegue sentir o que está acontecendo na sua boca, é difícil saber o que fazer com a língua ou a saliva. Ou ele pode ter hipersensibilidade ou uma combinação de ambos. Esta postagem sobre defensividade oral esclarecerá mais sobre isso (preste atenção especial onde a postagem menciona a massagem gengival).

Já a baba é provavelmente devido a todos os itens acima – postura de boca aberta, protrusão da língua e baixa consciência oral – mas você também pode encontrar algumas informações úteis sobre babar aqui e aqui também.

Como sempre, se algum pai estiver lendo isso, recomendo fortemente uma avaliação com um fonoaudiólogo para que ele possa avaliar o que está acontecendo pessoalmente. Os itens acima são apenas meus melhores palpites, sem que eu mesma possa avaliar a criança.


* Texto original escrito por Debra C. Lowsky, MS, CCC-SLP – no Blog Oficial da Ark Therapeutic dos EUA. A Falconn Distribuidora e Importadora é uma empresa que faz parte do grupo da BmB Terapêuticos, e a mesma é a distribuidora oficial da Ark Therapeutic no Brasil. Ambas as empresas são autorizadas a replicar os conteúdos oficiais da Ark Therapeutic no em português, no Brasil.

Debra C. Lowsky

Sobre a autora do post:

Debra C. Lowsky, MS, CCC-SLP

***Todo o conteúdo deste site, incluindo opinião médica e qualquer outra informação relacionada à saúde, é apenas para fins informativos e não deve ser considerado como um diagnóstico específico ou plano de tratamento para qualquer situação individual. O uso deste site e as informações contidas neste documento não criam uma relação médico-paciente. Sempre procure o conselho direto de seu próprio médico em relação a quaisquer perguntas ou problemas que você possa ter em relação à sua própria saúde ou à saúde dos outros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *