14 de junho de 2024
Ark Therapeutic Brasil

Melhorando a força e estabilidade da mandíbula

A língua está conectada à mandíbula, então onde quer que a mandíbula vá, a língua segue. Os sons da fala são articulados adequadamente quando a mandíbula e a língua estão na linha média e simétricas. Portanto, se a mandíbula e a língua deslizarem para a esquerda ou para a direita enquanto você fala, isso pode causar ceceio lateral e uma fala pouco clara.

Ter controle sobre a mandíbula também é importante para as habilidades de morder e mastigar, para manter a mandíbula no lugar quando em repouso e para classificar a mandíbula. Portanto, para todos os itens acima, é importante fortalecer e estabilizar a mandíbula no centro.

Melhorando a força e estabilidade da mandíbula

O Mordedor Grabber e o Mordedor Y estão entre minhas ferramentas favoritas para trabalhar, porque eles auxiliam na força e estabilidade da mandíbula. Também existem muitas outras habilidades motoras orais para trabalharmos com eles. Como eles possuem longas extensões, isso os tornam perfeitos para qualquer exercício de morder/mastigar. Você também pode usar o Z-Vibe, se o tiver.

Para trabalhar a força e estabilidade da mandíbula:

Coloque a ponta dos mordedores Grabber ou Y entre os pré-molares do indivíduo. Em seguida, faça com que o indivíduo morda (e sustente a mordida) por 10 segundos de cada vez. Após fazer isso, repita cerca de 3 vezes em ambos os lados. Eventualmente, se você julgar necessário, coloque a mão sob o queixo para apoio e/ou orientação.

Para tornar o exercício de estabilidade da mandíbula mais difícil, faça suavemente um movimento de “puxar” enquanto o indivíduo morde e segura os mordedores Grabber ou Y no lugar. Faça disso um jogo, dizendo-lhes: “Você não pode me deixar tirar isso da sua boca!” Você só precisa ter cuidado para não deixar a cabeça balançar e mantê-la o mais estável possível, deixando a mandíbula fazer todo o trabalho.

Ao fazer os exercícios de estabilidade da mandíbula acima, certifique-se de observar o bom posicionamento e controle. Você deseja que os dentes centrais superiores se alinhem com os dentes centrais inferiores, sem deslizamento da mandíbula.

Se não estiver alinhado, passe a usar o laço do Grabber e coloque-o na frente da boca. Esta posição forçará o indivíduo a morder em ambos os lados do mesmo lado, de modo que a mandíbula não possa se deslocar e, em vez disso, permaneça alinhada centralmente.

Colocar o cabo do Grabber ou Y-Chew lateralmente na frente da boca (conforme mostrado nas imagens abaixo) é outra opção.

Mordedor auxiliando no posicionamento da mandíbula.
Mordedor auxiliando no posicionamento da mandíbula.

Ou você pode usar dois Grabbers (ou Y-Chews ou Probes) simultaneamente – um de cada lado da boca entre os molares. 

Como sempre, lembre-se:

Talvez seja necessário começar com uma contagem mais curta e trabalhar até 10. Se você conseguir apenas algumas contagens, tudo bem! Anote o progresso e tente fazer mais na próxima sessão.

Uma observação sobre a contagem: se sinto que a criança está perdendo o interesse, misturo as coisas para reorientar sua atenção. Você pode mudar a batida, contar mais rápido ou mais devagar, dizer com uma voz profunda ou alta ou qualquer coisa intermediária, contar regressivamente, usar vozes engraçadas e assim por diante.

Divirta-se 🙂


* Texto original escrito por Debra C. Lowsky, MS, CCC-SLP – no Blog Oficial da Ark Therapeutic dos EUA. A Falconn Distribuidora e Importadora é uma empresa que faz parte do grupo da BmB Terapêuticos. A Falconn é a distribuidora oficial da Ark Therapeutic no Brasil. Portanto, ambas as empresas são autorizadas a replicar os conteúdos oficiais da Ark Therapeutic no em português, no Brasil.

Debra C. Lowsky

Sobre a autora do post:

Debra C. Lowsky, MS, CCC-SLP

***Todo o conteúdo deste site, incluindo opinião médica e qualquer outra informação relacionada à saúde, é apenas para fins informativos e não deve ser considerado como um diagnóstico específico ou plano de tratamento para qualquer situação individual. O uso deste site e as informações contidas neste documento não criam uma relação médico-paciente. Sempre procure o conselho direto de seu próprio médico em relação a quaisquer perguntas ou problemas que você possa ter em relação à sua própria saúde ou à saúde dos outros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *